Padre foi preso no interior de São Paulo Noticias cristãs
Padre foi preso no interior de São Paulo Noticias cristãs
15/04/2019 às 19:05

marcelo ferreira

Olá sou Marcelo FB sou redator e dono desse site. Sou formado em educação física e adoro escreve matéria para blogs e site atualmente faço artigos para esse site.

Atualmente, mais uma vez a igreja católica se meteu em casos de desconfiança de estupro. Desta vez, os casos teriam ocorrido em Presidente Epitácio, interior de São Paulo. O padre Cláudio Cândido Rosa, de 43 anos,  que já tinha sua prisão preventiva expedida pela 1.ª Vara da Comarca da cidade, se entregou à justiça na última quinta-feira (28).

Veja essas Noticias cristãs

De acordo com a Polícia Civil de Presidente Prudente, o padre abusou sexualmente de dois menores que auxiliavam ao religioso como coroinhas na paróquia em que o mesmo operava. O processo segue em confidência de justiça.

Em sua origem, um coroinha teria a responsabilidade de ajudar o sacerdote e/ou diácono no momento da missa. Podem ser meninos ou meninas, que seus pais o autorizavam ajudar no serviço católico.

Porém, diante de todas as denúncias já feitas contra a instituição e seus padres, torna-se complicado acreditar cegamente em dirigentes. Já não se sabe mais as reais vontades daqueles que estão vestidos de batina.

Todavia, ao se encontrarem com a sugestão de verem seus filhos implicados com serviços celestiais, pais autorizam que eles sigam suas jornadas rumo a uma vida separada a Deus. Porém, a boa intenção de os pais vai ao encontro, muitas vezes, de pessoas más intencionadas. São pessoas que usam o nome de Deus para ferir a infância de tantos jovens, como no caso mencionado no começo desta reportagem.

Todo cuidado é pouco

Em 2017, a Suprema Corte da Pensilvânia, nos Estados Unidos, publicou que bispos e outros líderes da Igreja Católica, esconderam mais de mil casos de abusos sexuais. No relatório apresentado, mais de 300 padres foram mencionados.  Na América do Sul, no Chile, 158 membros da igreja são investigados. Eles seriam autores ou cúmplices de abusos contra menores e adultos durante quase seis décadas.

O fato é que crianças, sem que seus pais saibam, podem estar em perigo. Os coroinhas não estão presentes apenas em missas, mas em comemorações como: batismo e transporte de objetos litúrgicos. Isso quer dizer que essas crianças possuem contato demasiado com padres. Além disso, não há como saber a real intenção daquele que deveria ser exemplo aos devotos.

Apesar de todas as denúncias em vários locais espalhados pelo mundo, e o papa, autoridade máxima da igreja, se publicar repudiando e punindo os envolvidos, cada dia que passa, mais casos como esses são expostos. Tem se tornado recorrente e aos pais, vale redobrar a concentração.

Deixe seu comentário